ORAÇÕES DE SANTO AFONSO A SÃO JOSÉ

ORAÇÕES DE SANTO AFONSO A SÃO JOSÉ - Santo Patriarca, pela pena que padeceste, vendo o Verbo divino nascido num estábulo, em tão grande pobreza, sem fogo, sem vestidos, chorando de frio, vos peço, me obtenhais verdadeira dor dos meus pecados que foram causa das lágrimas de meu Jesus. Pela consolação que depois tivestes, ao contemplar o Menino Jesus no presépio, tão belo e atraente, que o vosso coração começou, desde então, a arder em amor mais vivo para com um Deus tão amável, obtende-me a graça de amá-lo, também, com um grande amor na terra, a fim de poder possuí-lo, um dia no céu.  - Santo protetor meu, pela vossa pronta e contínua obediência à vontade de Deus, alcançai-me do vosso Jesus a graça de obedecer aos seus divinos preceitos. Alcançai-me que, na viagem que faço para a eternidade, no meio de tantos inimigos, não perca jamais a companhia de Jesus e Maria até ao meu último suspiro. Nesta companhia, todas as penas da vida e a própria morte me serão doces e preciosas. - Ó grande Santo, pelo merecimento da angústia que padecestes, quando perdestes a Jesus no templo, obtende-me, para mim, lágrimas com que choro, incessantemente, as injúrias que fiz ao meu divino Senhor. Pela alegria que tivestes, encontrando-o no templo, rogo-vos, me alcanceis a felicidade de achá-lo também, fazendo-o entrar em minha alma, pela sua graça, e de não perdê-lo nunca mais. - Ó santo Patriarca, pelas lágrimas que derramastes, contemplando antecipadamente a Paixão de vosso Jesus, alcançai-me contínua e terna memória dos tormentos do meu Redentor. Pelas santas chamas de amor, que estes pensamentos e colóquios acendiam no vosso coração, obtende-me uma centelha dele, para a minha alma, que, pelos seus pecados, tanto contribuiu para as dores de Jesus. - Alegro-me com a vossa felicidade e glória, ó meu santo Patriarca, pois fostes considerado digno de governar como Pai a Jesus e de vos fazer obedecer por Aquele a quem o céu, e a terra obedecem. Visto como, ó grande Santo, um Deus vos quis servir, quero, também eu, por-me em o número dos vossos servos. Escolho-vos para meu principal advogado e protetor, depois de Maria.Prometo honrar-vos cada dia, com alguma homenagem especial.Cada dia quero colocar-me de novo sob o vosso patrocínio. Pela doce companhia de Jesus e Maria, da qual tanto gozastes, durante a vossa vida, protegei-nos, sempre, por todo o decurso da minha. Pela assistência que na vossa morte vos prestaram Jesus e Maria, protegei-me especialmente na minha última hora. Fazei que, morrendo assistido por vós, por Jesus e Maria, vá agradecer-vos no paraíso e possa em vossa companhia louvar e amar a Deus por séculos eternos. Assim seja.