11/07/2018 A BASE - SÃO BENTO

Quarta-feira, 11 de julho de 2018 - São Bento

                                                                                                                             

Os 10,1-3.7.8.12                                               Sl 105,2-7                                                            Mt 10,1-7

 

                                                                               A BASE

 

... arroteai para vós um terreno novo: é tempo de procurar a Iahweh ...” (Os 10,12)

 

Muitas pessoas mencionadas na Bíblia eram agricultores. Como todos os fazendeiros, tinham um tipo de relação especial com a terra.

 

Oséias profetizou que se o povo não se arrependesse de sua idolatria, a terra seria a sua morte. As montanhas os cobririam e as colinas cairiam sobre eles (Os 10,8; Ap 6,16). Um povo sem arrependimento e idólatra seria enterrado sob uma avalanche espiritual.

 

Contudo, se nos arrependermos e nos tornarmos discípulos de Jesus, nós iremos arar a terra e produzir muitos frutos. Se nós mantivermos as nossas mãos no arado e perseverarmos sendo discípulos (Lc 9,62), reservaremos para nós um terreno novo (Os 10,12).

 

O relacionamento cristão definitivo com a terra não é somente cultivá-la, mas também movê-la. Se tivermos fé do tamanho de um grão de mostarda, poderemos mover montanhas (Mt 17,20), nivelar montes e colinas (Is 40,4) e preparar um caminho para nosso Deus ( Lc 3,4; Is 35,8).

 

Seu terreno será cheio de vida ou relacionado com a morte? Arrependa-se e faça discípulos em todas as nações (Mt 28,19). Prepare o terreno para Jesus.

 

Oração: Pai, ensina-me a ser um lavrador no Espírito.

Promessa:Dirigindo-vos a elas, proclamai que o Reino dos Céus está próximo.” (Mt 10,7)

Louvor: A regra inovadora de São Bento guiou cristãos por quinze séculos. Sua regra é destinada a vida religiosa e monástica, mas também ajudou a esclarecer o viver do cristão.