06/06/2018 INDO PARA O CÉU

Quarta-feira, 6 de Junho  de 2018   -     São Norberto   

                                                                                                  

2Tm 1, 1-3; 6-12                                          Sl 123, 1-2                                                  Mc 12,18-27

INDO PARA O CÉU

“Na ressurreição dos mortos, os homens não tomarão mulheres, nem as mulheres, maridos, mas serão como os anjos nos céus.” (Mc 12, 25)

 

No céu, não haverá casamentos. O céu será melhor do que o melhor casamento. Nós viveremos como os anjos. No céu, veremos Jesus face a face (1Cor 13,12; Ap 22, 4). “Seremos como Ele, porque o veremos como Ele é” (1Jo 3, 2). O céu é perfeitamente simétrico e belo (Ap 21, 16-21). É cheio de luz (Ap 21,23; 22, 5) e vida (Ap 22, 2).

 

Nada que mereça uma maldição será encontrado lá. O trono de Deus e do Cordeiro lá estará, e os Seus servos o servirão com fidelidade” (Ap 22,3). “Dia e noite eles ministram a Ele em Seu templo; Quem senta no trono lhes dará abrigo. Nunca mais conhecerão a fome ou a sede, nem o sol ou o seu calor baterão neles, pois o Cordeiro no trono os apascentará. Ele os levará a fontes de água que dão vida, e Deus enxugará toda lágrima dos seus olhos” (Ap 7, 15-17).

 

No céu, teremos os mesmos corpos que temos agora, mas esses corpos serão glorificados - revestidos de incorruptibilidade e imortalidade (1Cor 15, 53). Estas são algumas das revelações sobre o céu, mas não temos palavras em nossos idiomas, pensamentos em nossas mentes ou imagens em nossa imaginação que possam começar a expressar a glória de estar com o Senhor para sempre no céu. “O olho não viu, o ouvido não ouviu, nem chegou ao coração do homem aquilo que Deus preparou para os que o amam” (1Cor 2, 9). AME a Jesus. Viva só para Ele. E vá para o céu.

 

Oração: Pai, eu quero ir para o céu porque Tu estás lá.

Promessa:O Espírito que Deus nos deu não é um espírito covarde, mas um espírito que nos torna fortes, amorosos e sábios.” (2Tm 1, 7)

Louvor: São Norberto trabalhou para reunir uma Igreja cismática.