02/05/2018 JESUS OU NADA MAIS - SANTO ATANÁSIO

Quarta-feira, 02 de maio de 2018 - Santo Atanásio                       

 

At 15,1-6                                                            Sl 122,1-5                                                            Jo 15,1-8

 

JESUS OU NADA MAIS

 

... porque sem mim, nada podeis fazer.” (Jo 15,5)

 

Homens de negócios compreendem bem a necessidade de cortar processos empresariais que não são rentáveis. Técnicos esportivos e treinadores em geral também entendem a necessidade de cortar exercícios físicos e jogadores que não são produtivos. Os agricultores não perdem seu limitado tempo em atividades que não aumentam a colheita de seus campos ou os seus rebanhos. Desse modo, o ensinamento de Jesus sobre podar os ramos que não produzem frutos pode ser bem entendido por muitos.

 

O que não é muito bem compreendido em nossa cultura é a fraqueza da vontade humana sem o poder do Senhor. O espírito está querendo, mas a carne é fraca (Rm 7,18). Contando somente com nós mesmos, nossa perseverança provavelmente desaparecerá. Somente permanecendo em Jesus nós podemos produzir frutos para Ele (Jo 15, 4-5). Sem Jesus, nós definitivamente murcharemos e desapareceremos (Jo 15,6).

 

Frequentemente, em nossa cultura de morte, a sociedade secular ensina que o espírito humano triunfará, “para realizar coisas”, ou que tomar determinada atitude trará sucesso para você, etc. Jesus, por outro lado, declara sem rodeios: “... sem mim, nada podeis fazer.” (Jo 15,5). Jesus não podia deixar uma mensagem mais clara: a pessoa permanece em Jesus ou desaparece (Jo 15,4-6).

 

Oração: Pai, que eu não trate o dom gracioso do Teu Filho Jesus como sendo sem significado (Gl 2,21). Quero passar a minha vida como um discípulo cheio do Espírito.

Promessa:[Paulo e Barnabé] ... atravessaram a Fenícia e a Samaria, narrando a conversão dos gentios e causando grande alegria a todos os irmãos.” (At 15,3)

Louvor: Santo Atanásio lutou contra o Arianismo e sofreu por sua fé. Ele lutou contra a negação da divindade de Jesus na maior parte de seus setenta e sete anos.