14/01/2018 A NOSSA ÚNICA ESPERANÇA - 2º DOMINGO DO TEMPO COMUM

Domingo, 14 de janeiro de 2018 - 2º Domingo do Tempo Comum         

 1Sm 3,3-10.19                                   Sl 40,2.4.7-10                    1Cor 6,13-15.17-20          Jo 1,35-42

                                                                A NOSSA ÚNICA ESPERANÇA   

 “Ao ver Jesus que passava, [João] disse: Eis o Cordeiro de Deus.” (Jo 1,36)

 Por gerações, temos adotado como estilo de vida a cultura da morte – passo após passo, guerra após guerra, aborto após aborto, injustiça após injustiça, pecado após pecado. Nossas sementes de infidelidade, luxúria, e avidez cresceram em uma repugnantemente rica colheita de injustiça. Existe alguma esperança?

 

Somente em Cristo há esperança. Ele é o Cordeiro de Deus, Aquele que tira o pecado do mundo (Jo 1,29). Jesus é “... o Messias (que quer dizer Cristo).” (Jo 1,41) e “... Rabi (que, traduzido, significa Mestre) ...” (Jo 1,38). Ele chamará os nossos nomes (1Sm 3,4) e mudará os nossos nomes (Jo 1,42). Jesus trará boas novas para os pobres, irá “... proclamar a remissão aos presos e aos cegos a recuperação da vista, para restituir a liberdade aos oprimidos e para proclamar um ano de graça do Senhor.” (Lc 4,18.19). Jesus está destruindo a cultura da morte e a substituindo por uma civilização de amor e vida.

 

Existe esperança; existe uma esperança concreta em Jesus – em Jesus somente. Aleluia!

 

Oração: Pai, eu Te agradeço por Jesus: Vida e Esperança.

Promessa:Ou não sabeis que o vosso corpo é templo do Espírito Santo, que está em vós e que recebestes de Deus? ... e que, portanto, não pertenceis a vós mesmos? Alguém pagou alto preço pelo vosso resgate; glorificai, portanto, a Deus em vosso corpo.” (1Cor 6,19.20)

Louvor: Louvor ao ressuscitado e eucarístico Jesus! Aleluia! “... A ele a glória pelos séculos dos séculos! Amém!” (2Tm 4,18)