07/11/2017 PESCARIA

Terça-feira, 07 de novembro de 2017            

                       

Rm 12,5-16                           Sl 131,1-3                             Lc 14,15-24

 

                                                           PESCARIA

 

... Vai pelos caminhos e trilhas e obriga as pessoas a entrarem, para que minha casa fique repleta.” (Lc 14,23)

 

Deus quer que a Sua casa fique repleta para Seu banquete celestial (Lc 14,23). Sua estratégia para encher a Sua casa é enviar os Seus servos a todo o Seu Reino, especialmente às encruzilhadas (Mt 22,9), praças e ruas (Lc 14,21), e a outros lugares pouco prováveis. Assim, o banquete de Deus somente estará completo quando os seus servos retornarem, inclusive com os mais difíceis de encontrar (Mt 22,9.10).

 

Jesus compreende esse dilema. É por isso que Ele chama os seus servos de “...pescadores de homens.” (Mt 4,19). Qualquer pescador ao sair para pescar sabe que provavelmente não será fácil retornar com uma um grande número de peixes; para isso, ele deve aprender a estar “... acostumado com toda e qualquer situação ..” (Fl 4,12). Ele sabe que deve estudar os hábitos dos peixes e dedicar muito tempo, esforço, e frustração aprendendo os seus lugares e períodos de alimentação favoritos. Uma agradável viagem de diversão em uma pescaria pode ser conveniente para um pescador, mas ele provavelmente retornará com o barco vazio. A sua melhor pesca deve começar de madrugada, antes do amanhecer, em águas geladas, em águas perigosas, e após várias tentativas sem sucesso. A questão principal é: O pescador enfrentará todos os problemas para retornar com os peixes?

 

Políticos, pessoas de vendas, de telemarketing, e pesquisadores compreendem esse conceito muito claramente. A sua arriscada ousadia em alcançar o inalcançável os leva ao sucesso nos seus empreendimentos. Seguidores de Jesus, “... erguei os olhos e vede os campos: estão brancos para a colheita ...” (Jo 4,35). Existe uma casa para se encher de convidados. Introduza-os (Lc 14,21).

 

Oração: Pai, que eu tome a iniciativa apropriada para alcançar as pessoas que Tu queres (Lc 16,8).

Promessa:Sede diligentes, sem preguiça, fervorosos em espírito, servindo ao Senhor.” (Rm 12,11)

Louvor: Conduzindo estudos bíblicos há dez anos, Eduardo teve a oportunidade de ver vários participantes perguntando como se tornar católico.